Indaiatuba chega a 126 mortos pro Covid-19

250 0

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria de Saúde informa que foram computados dois óbitos decorrentes de Covid-19 nesta quarta-feira (05), além de quatro óbitos ocorridos no dia de ontem. Outro falecimento ocorrido do dia 16 de julho teve o exame confirmado para a doença no dia de hoje. O município contabiliza agora 126 mortes causadas pelo novo coronavírus. Entre eles está o da enfermeira Roseli Maria dos Santos, 48 anos, que faleceu no final da tarde desta terça-feira (04) no Hospital Santa Ignês. Ela estava internada desde o dia 05 de julho e era pneumopata. Roseli trabalhava na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) desde novembro de 2013 e foi a primeira profissional da rede pública de saúde da cidade a falecer por conta da doença.

Os outros óbitos foram:

– Feminino, 73 anos com comorbidades: hipertensão, diabetes e cardiopatia. Foi a óbito em 03/08 no Hospital Samaritano, em Campinas

HAOC

– Masculino, 67 anos com comorbidades: hipertensão, diabetes. Internado desde o dia 07/07, óbito ocorrido em 16/07. Confirmação do resultado dia 04/08;

– Feminino, 73 anos com comorbidade: hipertensão. Internada desde o dia 18/07, foi a óbito dia 04/08;

– Masculino, 48 anos com comorbidade: hepatopatia crônica. Internado desde o dia 25/07, óbito ocorrido em 04/08;

– Masculino, 50 anos com comorbidades: hipertensão, diabetes, obesidade e glaucoma. Internado desde 27/07, óbito ocorrido no dia de hoje 05/08;

– Feminino, 87 anos com comorbidades: hipertensão e obesidade. Internada desde o dia 15/07, foi a no dia de hoje 05/08;

Outros dois óbitos ocorridos nesta quarta-feira (05) no Haoc estão em investigação.

Situação Epidemiológica

Nesta terça-feira (4) foram acrescentadas 374 notificações de casos suspeitos, 72 casos positivos de Covid-19 e 325 suspeitos foram descartados. Desta forma, Indaiatuba soma hoje 21.242 notificações; 4.447 casos confirmados, sendo que 126 evoluíram a óbito e 4.267 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar. Atualmente 54 confirmados continuam internados e ainda há outros 564 casos suspeitos aguardando resultado.

Há 42 pessoas internadas em leito clínico e 32 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos clínicos é de 63% para o Haoc e 86% para o Hospital Santa Ignês, referente aos leitos de UTI, a ocupação é de 96% no Haoc e 67% no Hospital Santa Ignês. O Haoc tem capacidade para ampliar o número de leitos de UTI.

error: Conteúdo protegido.