Conecte-se Conosco

Mundo

Família encontra cobra extremamente venenosa vivendo em árvore de Natal

Foto: Divulgação
Compartilhe essa notícia:

Depois de admirar o objeto, Rob Wild disse que a mulher notou um enfeite “diferente” no local. Ao observar mais de perto, percebeu que se tratava de uma serpente

Uma família notou que a árvore de Natal tinha um “enfeite” diferente do que se costuma usar para enfeitar o objeto. Depois de observarem, eles encontraram uma cobra venenosa vivendo no local.

“Estávamos admirando nosso trabalho quando minha esposa, Marcela, apontou para nossos dois gatos e disse que pensava que poderia haver um rato na árvore enquanto eles olhavam para ela”, disse Rob Wild, em entrevista ao SWNS. “Ela foi dar uma olhada e mexeu em um dos enfeites e viu a cabeça de uma cobra olhando diretamente para ela.”

Depois de uma rápida pesquisa na Internet, ele descobriu que o réptil era a cobra mais venenosa do país da África do Sul, a mortal boomslang, uma serpente que age rapidamente e pode matar em minutos. Wild imediatamente enviou ao apanhador de cobras Gerrie Heyns uma foto do intruso. No entanto, ele achou que se tratava de uma piada.

Foi só depois que ele a agarrou que Heyns acreditou nele. “Meu celular tocou, e foi Rob quem enviou as fotos e me prometeu que eles realmente tinham um boomslang em sua árvore de Natal, e não era brincadeira”, disse Heyns.  “Fui até a casa deles, e falei para ficarem de olho nela para não escapar  para longe da árvore de Natal e encontrasse um esconderijo na casa.”

A captura do animal foi um desafio. É que a cobra era muito escorregadia e Heyns não tinha a intenção de atrapalhar a decoração da árvore, apesar da cobra ficar circulando em torno dela.

Foi quando o réptil decidiu descansar,  que Heyns conseguiu pinçar e segurar sua cabeça em suas mãos, para que não pudesse picá-lo ou mesmo machucar as crianças: Edward , de 11 anos, e Sahara, de 6.

“Eu diria que elas são cobras extremamente pacíficas, não agressivas e felizes por serem deixadas sozinhas, então se você vir uma em uma árvore, então deixe-a lá”, aconselhou Heyns.

Propaganda

Fonte Marie Claire

Compartilhe essa notícia:
Continue lendo
Propaganda