Conecte-se Conosco

Moda

Os brilhos, bordados e pedras preciosas chegaram de gôndola ao santuário de luxo da Dolce & Gabbana em Veneza

Compartilhe essa notícia:

A dupla de criadores quis criar uma coleção mais jovem e levou filhas de algumas celebridades a desfilar na passerelle da Praça de São Marcos, local que nunca antes tinha recebido um desfile de moda.

Como uma espécie de festival de verão dedicado à moda, a Dolce & Gabbana volta a surpreender com três dias dedicados à alta costura no cenário idílico de Veneza, onde a coleção Alta Moda foi a estrela que mais brilhou. Entre sábado e esta segunda, Domenico Dolce e Stefano Gabbana levam os convidados numa viagem imersiva de beleza, história e luxo aliados à delicadeza do trabalho artesanal, tanto nas criações que pontuam a passerelle como nas joias que são autênticas obras de arte. As modelos chegaram de gôndola e o cenário gótico e romântico veneziano não podia estar mais composto para dar deixar brilhar a coleção mais exclusiva da casa de luxo italiana.

Já ao pôr do sol, uma a uma, as modelos iam saindo das gôndolas diretamente para a passerelle encarnada instalada na Praça de São Marcos com mais de 400 convidados que esperavam ali assistir a mais uma história contada pela Dolce & Gabbana. Jennifer Hudson é a primeira a dar sinal de que o espetáculo ia começar quando começa a entoar “Nessum Dorma” da ópera Turandot — estreando a passerelle com um grande vestido de gala dourado, a lembrar as peças de teatro de máscaras do carnaval veneziano.

“Veneza representa a harmonia perfeita dos opostos que atraem: é romântica e sensual, melancólica e alegre, racional e visionária, luminosa e noturna, sagrada e profana, escura e dourada”, escrevem os criadores no site da marca. “O regresso a Veneza enche-nos sempre de emoções únicas, que nos são queridas nos nossos corações.”

E a procissão de modelos deu início a uma ópera triunfal do mundo da moda, a que a marca italiana já tem vindo a habituar os fiéis seguidores, sobretudo com as coleções Alta Moda onde as peças são feitas e pensadas ao detalhe envolvendo sempre o artesanato local numa homenagem criativa à própria localização, Veneza. A cor é peça fundamental do puzzle Dolce & Gabbana, aqui muito presente em quase toda a coleção de onde saltam à vista vestidos em seda georgette e tule, bordados à mão para reproduzirem os padrões caleidoscópicos do vidro italiano de Murano. Outro dos padrões a inspirar os dois criadores foram os padrões do chão da própria Praça de São Marcos. O desfile continuou marcado com grandes criações acetinadas, grandes vestidos rodados e padrões da própria cidade de Veneza.

Antes da apresentação, Stefano e Domenico afirmaram querer criar uma coleção mais jovem, para desmistificar que a alta costura é uma coisa “para os velhos”, cita a Vogue. A solução da dupla foi chamar à passerelle uma tropa de elite de filhas de celebridades para desfilar algumas das criações — foi o caso de Deva, filha de Monica Bellucci, Emmeline Bale, filha de Christian Bale, Chance, Jessie James e D’Lila Star, filhas de Sean Combs, e Leni, filha de Heidi Klum. Não deixou de ser uma narrativa clássica de moda italiana, com muita cor e detalhes ricos, sem esquecer o sangue jovem que anseia por mudança na indústria.

Pelo evento deste domingo passaram, como é habitual, várias personalidades de renome, tendo Jennifer Lopez sido a que marcou o passo com a sua escolha arriscada de um look romântico com bordados de flores da cabeça aos pés — foi impossível tirar os olhos do manto esverdeado que JLo envergou. Outras figuras como Doja Cat, Sean Combs, Kris Jenner, Kourtney Kardashian, Monica Bellucci, Christian Bale, Dame Helen Mirren, Heidi Klum, Kitty Spencer, Vin Diesel ou January Jones marcaram presença na Praça de São Marcos, que nunca tinha recebido um desfile de moda até à data.

Propaganda

A marca lançou a sua linha Alta Moda em 2012 e juntou-lhe posteriormente a linha Alta Sartoria, para homens, já em 2014, juntamente com uma linha de joias. Desde então, a Dolce & Gabbana tem revelado as suas coleções mais exclusivas em diferentes locais icónicos italianos — depois de Palermo, Portofino, Nápoles ou Florença, este ano foi Veneza a sortuda com pouco mais de 20 minutos de espetáculo apoteótico ao som de Vivaldi.

Joias, as melhores amigas da mulher e do homem

O dia de sábado, 28, foi dedicado à apresentação da Alta Gioielleria para mulher que a marca diz iluminar “um sonho maravilhoso com o brilho do ouro e as joias mais incríveis”. As joias da coleção foram apresentadas antecipadamente aos convidados numa exposição nos salões do Palazzo Ducale e seriam as peças que acompanharam e ornamentaram as criações de Alta Moda no domingo.

Brincos, colares, anéis, broches, tiaras e pingentes com micro mosaicos e pequenas obras de arte em miniatura inspirados em pintores paisagistas venezianos como o Canaletto. A coleção mostrava também várias pedras preciosas certificadas como diamantes, safiras, esmeraldas, rubis e turmalinas, integradas em peças especiais em ouro sob a forma de corações sagrados, rosas vermelhas e cálices eucarísticos, alguns dos símbolos da marca.

As joias — tal como é visível no site criado para a apresentação destas coleções — são todas trabalhadas cuidadosamente à mão pela marca que foi beber a técnicas seculares transmitidas por mestres artesãos e que passaram de geração em geração. Para a D&G são “criações divinas que contam histórias incomparáveis de sonhos e paixão”.

Algumas das joias apresentadas na Alta Gioielleria

Esta segunda-feira, 30, a Scuola Grande di San Rocco será palco de um dos atos finais desta ópera veneziana da Dolce & Gabbana com a exposição de Alta Gioielleria para homem, também com todas as peças trabalhadas à mão por mestres artesãos.

O desfile de moda masculina Alta Sartoria terá lugar no Arsenale, que segundo a marca é “um lugar para ver, tocar, saborear e respirar beleza”. Era por ali que chegavam frotas de embarcações “cheias de bens exóticos e preciosos”, referem ainda no site, que intrigavam os venezianos, pelo que apresentar o Alta Sartoria naquele complexo será com o objetivo de permitir aos convidados reviver esse sentimento de espanto e admiração.

A Collezione Genesi, uma coleção cápsula de modelos de costura digital, inspira-se na história veneziana, bem como nas tradições em torno do tema “o vestido de sonho”. Esta é a primeira coleção NFT (sigla para “Non-fungible token”, algo como ficheiro infungível, em português) ou imagem digital encriptada, que são no fundo documentos digitais — que são vendidos maioritamente através de criptomoedas e a preços milionários na moeda comum. A Collezione Genesi será lançada exclusivamente pela UNXD, um mercado curado para o luxo e cultura digital. “Esta coleção histórica única cria uma ligação entre o mundo físico e o metafísico com nove artigos feitos à medida, feitos uma única vez sem reprodução”, escrevem os criadores no site. Os artigos serão leiloados exclusivamente na UNXD a partir de 9 de Setembro.

Por: Francisca Dias Real

Propaganda
Compartilhe essa notícia:
Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Programa Entre Falas com Camila Almeida