Conecte-se Conosco

Ponta da Língua

Sextou, mas não consigo um carro; por que os motoristas de aplicativo cancelam tanto?

Motorista de aplicativo explica quais são as razões por trás do cancelamento de corridas EDU GARCIA/R7
Compartilhe essa notícia:

Passageiros reclamam que, muitas vezes, veículos até chegam perto, mas acabam desistindo da corrida

A reclamação é recorrente: tem dia que é praticamente impossível pegar um carro por aplicativo, de tanto que os motoristas cancelam as corridas. Principalmente se for numa sexta-feira, após o expediente.

Presidente da Associação de Motoristas de Aplicativo, Eduardo Lima de Souza explica que há uma série de fatores que podem fazer o condutor cancelar a corrida. Isso pode acontecer quando:

• o motorista clica na opção “aceitar” sem ver o destino nem o valor;

• há muito trânsito, ou a rua está fechada e o passageiro não aceita andar para se encontrar com o condutor;

• o motorista chega ao ponto de embarque e o passageiro não aparece;

• o motorista está com vários aplicativos de corrida abertos recebendo pedidos, aceita em um, mas vê que em outro compensa mais.

“Hoje tem condutor que trabalha de 14 a 16 horas por dia para fazer o mesmo valor que fazia em 2016, trabalhando de oito a dez horas”, afirma Souza.

Segundo o presidente da associação, o valor pago à categoria não tem reajuste há sete anos.

Propaganda

Como o passageiro se sente?

Em entrevista ao R7, a assistente social Ariana Soriano, de 31 anos, que mora em Cajamar, conta que chegou a perder uma consulta médica na Lapa, na zona oeste de São Paulo, porque teve a corrida cancelada seis vezes. 

“A gente tem muita dificuldade por aqui, isso vem acontecendo há um tempo”, conta.

Ana Carolina de Melo, de 20 anos, atendente de marketing, afirma ter passado pelo mesmo perrengue: o motorista cancelou a corrida a dois minutos de distância.

Muitas outras reclamações são registradas nas redes sociais. “Toda vez é isso. Fico com o Uber e o 99 abertos, tentando, e demora horrores para alguém aceitar. Aí aceitam e, quando estão chegando, cancelam”, lamentou uma usuária no Twitter.

Internautas também reclamam da demora para o reembolso e até mesmo a falta dele, uma vez que em cada nova corrida solicitada é descontado o valor do cartão cadastrado.

“Cancelam a corrida, mas não estornam o dinheiro na hora. Estou até agora esperando o reembolso das corridas que pedi ontem à noite”, escreveu outro.

O que dizem as empresas?

A reportagem pediu um posicionamento às duas principais empresas de corridas por aplicativo em São Paulo: a Uber e a 99.

A primeira informou que “motoristas parceiros são profissionais independentes e, assim como os usuários, podem cancelar qualquer viagem quando julgarem necessário”.

Apesar disso, a empresa afirmou que cancelar viagens excessivamente pode causar prejuízo ao motorista, uma vez que configura violação das regras do Uber por mau uso da plataforma.

Propaganda

Já a 99 ressaltou que, antes de aceitar a corrida, os motoristas parceiros têm acesso às informações do passageiro, como foto, frequência, destino, nota e verificação de documentos. Eles também são notificados sobre corridas em regiões de área de risco. Por isso, fica a critério deles manter o trabalho de levar o passageiro ao seu destino ou cancelar.

Sobre o pagamento e os estornos, as duas empresas informaram que o reembolso é feito assim que a corrida é cancelada, porém, é necessário aguardar a autorização da instituição financeira, que varia para cada passageiro.

Fonte R7

Compartilhe essa notícia:
Continue lendo
Propaganda